Alimentação saudável pode ajudar a prevenir casos de câncer

0
539
Estilo de vida saudável e a alimentação correta são aliadas na redução de risco de diversos tipos de câncer.

Nutricionista da Oncoclínicas Ribeirão Preto orienta consumo de variedade de alimentos

Apontado como o principal problema de saúde pública no mundo e uma das barreiras para o aumento da expectativa de vida, o câncer é associado a diversos fatores de risco como fumar, beber e hábitos alimentares inadequados. Estudos inclusive indicam, que cerca de 30% dos casos de câncer podem ser prevenidos por um estilo de vida mais saudável e a alimentação correta é uma das maiores aliadas na redução de risco desta doença.

Criado por resolução da Assembléia Geral das Nações Unidas em 2018, o Dia Mundial da Segurança dos Alimentos, comemorado no dia 7 de junho, tem como objetivo justamente fortalecer os esforços para reduzr o risco de doenças causadas por alimentos, entre elas o câncer.

“É necessário consumir diariamente uma variedade de alimentos que forneçam os nutrientes essenciais, na proporção ideal. Uma alimentação rica em alimentos de origem vegetal como frutas, legumes, verduras, cereais integrais, feijões e outras leguminosas e que seja, porém, pobre em ultraprocessados, como os prontos para consumo e as bebidas açucaradas, pode prevenir novos casos de câncer”, comenta a nutricionista da Oncoclínicas Ribeirão Preto, Érica Bronzi Fagundes.

De acordo com levantamento ‘Estimativa 2023 – Incidência de Câncer no Brasil’ do INCA (Instituto Nacional do Câncer), a maioria dos casos de câncer de fígado ocorre em decorrência do vírus das hepatites B e C, doenças metabólicas e fatores como consumo de bebida alcoólica, tabagismo, obesidade e consumo de alimentos com aflatoxina, um fungo presente em alimentos como mandioca, milho e amendoim armazenados de forma inadequada.

“O álcool pode provocar o aparecimento do câncer por diferentes mecanismos que variam de acordo com o tipo de câncer associado. Além disso, a associação de álcool com o tabaco, aumenta os riscos para o desenvolvimento da doença, pois o hábito de fumar prejudica o estado nutricional e a qualidade de vida dos pacientes”, alerta Érica.

Entre os diferentes tipos de câncer associados ao consumo de álcool estão o de boca, faringe, laringe, esôfago, estômago, fígado, intestino (cólon e reto) e mama.

Já sobre a alimentação, a nutricionista ressalta a importância do consumo diário de nutrientes como proteínas, carboidratos, gorduras, vitaminas, minerais e fibras em quantidade adequada para suprir as necessidades de cada indivíduo. A profissional também reforça a ingestão de líquidos como água, sucos naturais e água de coco, desde que não ocorra durante as refeições.

Alimentação adequada

Para a nutricionista da Oncoclínicas Ribeirão Preto, uma alimentação adequada na prevenção do câncer deve ser fracionada em cinco a seis refeições dia, variando ao máximo os componentes do cardápio. Ela também aconselha o uso de temperos naturais como como alho, cebola, açafrão, alecrim, gengibre, cheiro verde, coentro, manjericão, curry e páprica, além do consumo prioritário de alimentos naturais ricos em fibras, vitaminas e minerais, como frutas, verduras e legumes e cereais integrais.

“O Fundo Global de Pesquisa sobre o Câncer (WCRF) e o Instituto Americano de Pesquisa para o Câncer (AICR) indicam que a ingestão de fast food e alimentos com alto teor de sódio e açúcar apresentam um crescente aumento em todo o mundo, ocasionando sobrepeso e obesidade e, consequentemente, mais casos de câncer”, revela Érica.

Cristiane Mendes, oncologista da Oncoclínicas Ribeirão Preto, explica que nossos hábitos são responsáveis por cerca de 80% a 90% dos casos de câncer. “Existem indícios de que ao menos 13 tipos de neoplasia estão associados ao excesso de peso e alimentação inadequada. Entretanto, praticar atividade física e se alimentar de maneira saudável – evitando o consumo de álcool, cigarros e alimentos industrializados – são atitudes essenciais para a redução dos riscos da doença”.

A oncologista destaca ainda, que o alto consumo de alimentos industrializados está relacionado a maior incidência dos tipos de câncer, principalmente o de próstata, pâncreas, cólon e reto.

Pelo levantamento do INCA, o câncer de próstata é o segundo mais frequente em homens, com 1,4 milhão de casos novos no mundo, seguido pelo de cólon e reto. Em primeiro lugar, aparece o de pulmão. Já nas mulheres, o câncer de mama é o mais incidente, com 2,3 milhões de casos.

(Phábrica de Ideias – Assessoria de Comunicação)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.