Acesso ao direito do processo transexualizador pelo SUS é solicitado em indicação

0
166

Vereadora Filipa Brunelli (PT) vê dificuldades de acesso aos serviços de saúde das pessoas transexuais e travestis

As dificuldades de acesso aos serviços de saúde das pessoas transexuais e travestis decorrem especialmente de estigmas, que são operados em níveis estruturais, institucionais e individuais, e produzidos por um modelo de assistência à saúde pautada na hetero-cis-normatividade. É o que entende a vereadora Filipa Brunelli (PT) na Indicação nº 5.115/2021, na qual solicita à Prefeitura que seja garantido o acesso, por pessoas transexuais, travestis e não bináries, ao processo transexualizador na rede do Sistema Único de Saúde (SUS), nos moldes regulamentados. (Comunicação Social – Câmara Municipal de Araraquara)

Deixe uma resposta