A outra asa

Padre Fernando Fraga

Você já ouviu a voz de um anjo? É como o canto de mil baleias. É como o pranto de todas as crianças do mundo. É como o sussurro da brisa. Eles têm asas brancas, imaculadas. Certa vez um anjo aproximando de Deus falou: Senhor, visitei sua criação como pediu. Fui a todos os cantos. Estive no sul, no norte. No leste e oeste. Vi e fiz parte de todas as coisas. Observei cada uma de suas criações. E por ter visto vim até o Senhor para tentar entender. Por que cada uma das pessoas sobre a terra tem apenas uma asa? Nós anjos temos duas asas, podemos ir até o amor que o Senhor representa sempre que desejamos. Podemos voar para a liberdade sempre que quisermos. Mas os humanos não podem voar com apenas uma asa…

Deus na sua brandura de gestos respondeu pacientemente ao seu anjo: “sim, eu sei que fiz os humanos com apenas uma asa”.

Intrigado, com a consciência absoluta de seu senhor, o anjo queria entender e perguntou: “Mas por que o Senhor deu aos humanos apenas uma asa se é preciso duas para poder voar, para poder ser livre?”

Conhecedor que é de todas as respostas, Deus não teve pressa para falar, e calmamente respondeu: Eles podem voar sim meu anjo. Dei aos humanos apenas uma asa para que eles pudessem voar mais e melhor que vocês, meus arcanjos. Para voar, meu amigo, você precisa de suas duas asas. Embora livre, sempre estará sozinho. Mas os humanos com sua única asa precisarão sempre dar as mãos para alguém a fim de terem duas asas. Cada um deles tem na verdade suas duas asas. Cada um deles tem na verdade um par de asas, uma outra asa em algum lugar do mundo para completar o par. Assim eles aprenderão a se respeitar, pois, ao quebrar a única asa de outra pessoa podem estar acabando com suas próprias chances de voar. Assim meu anjo, eles aprenderão a amar verdadeiramente outra pessoa. Aprenderão que somente se permitindo amar eles poderão voar. Tocando a mão de outra pessoa em um abraço correto e afetuoso eles poderão encontrar a asa que lhes falta e poderão finalmente voar. Somente através do amor irão chegar até onde estou. Da mesma forma que você, meu anjo. E eles nunca estarão sozinhos quando forem voar”.

Deus silenciou em seu sorriso. O anjo compreendeu o que não precisava ser dito. Quantos lares estão falidos em todos os sentidos exatamente porque o casal, por não saber dar o devido valor a sua outra metade, permitiu que a asa quebrasse e nunca mais pôde voar! Foi o próprio criador quem disse: Não é bom que o homem esteja só! O casamento é uma instituição divina que, por isso, é comparado à união mística que existe entre Cristo e a igreja, razão pela qual o Apóstolo São Paulo ensinou aos romanos: Digno de honra seja entre vós o matrimônio.

Boa semana a todos. (+ Fernando Fraga).

Reflexão da semana

Deixará o varão pai e mãe e unir-se-á a uma mulher e ambos serão uma só carne. (Gênesis)

Compartilhe :

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Agenda Cultural

Boletim Diário número 75 – de 14 de junho de 2024

Edinho assina Ordem de Serviço para reforma e ampliação da USF do Adalberto Roxo

Edição 1605 – de 14 a 18 de junho de 2024

(Editorial) Queimadas urbanas! Reclamações todos os dias

CATEGORIAS