Teste o seu Português (653)

0
142

Prof.ª Dr.ª Terezinha de Jesus Bellote Chaman (*)

“O verdadeiro heroísmo consiste em persistir por mais um momento, quando tudo parece perdido”.

Este é um assunto muito sério e que está afetando os nossos jovens estudantes: o consumo de álcool. Vale a pena conversar, discutir com você. Veja se isso não está acontecendo no seu bairro, na sua rua, na sua vizinhança ou mesmo dentro da sua casa.
Uma pesquisa apontou: as farras que os adolescentes costumam fazer pode prejudicar sua memória durante anos, por causa do álcool que consomem. Muitos jovens de até 12 anos já estão sendo tratados por alcoolismo e os cientistas comprovaram em seus estudos, que o cérebro delas passará por uma deterioração, antes mesmo de alcançarem os 20 anos. Os pesquisadores das universidades de Northumbria e de Keele afirmaram, durante uma conferência da British Psychological Society, que o hábito de consumir bebidas alcoólicas pode ser prejudicial para cérebros que ainda estão se desenvolvendo.
O pesquisador Thomas Heffernan postula: “Há evidência de que o excesso de álcool em festas causa dano no cérebro dos jovens, porque ainda está em desenvolvimento”.
O estudo comparou a memória de jovens entre 16 e 19 anos, divididos em dois grupos. O primeiro era formado por adolescentes que bebiam, em média, 15 unidades de álcool em uma só noite, o equivalente a 11 doses de uísque de 35 ml, duas vezes por semana. O segundo grupo reunia jovens que não bebiam exageradamente. Os adolescentes foram testados três a quatro dias depois da última vez que haviam bebido, para que seus organismos estivessem livres do álcool.
É importante entender que o alcoolismo é doença e não vício. Portanto, sendo doença, nada tem a ver com moralidade ou caráter. O alcoolismo é a terceira doença que mais mata no mundo, sendo superada apenas pelas doenças do coração e do câncer.
Em face da importância do assunto, não é nenhum desdouro orientar esses jovens, e todas as outras pessoas alcoólatras a procurarem o AA (Alcoólicos Anônimos).

Entidade essa que vem prestando relevantes serviços desde 1935. Portanto, há 74 anos o AA preocupa-se em salvar vidas. Parabéns a todos aqueles que dedicam suas vidas em prol do belíssimo serviço que presta o AA. Acima de tudo, meus parabéns àqueles que têm coragem de procurá-los e pedir ajuda. E depois… resistirem ao “primeiro gole”.

Teste o seu Português

01 – O que quer dizer: frugal?
Os idosos preferem, à noite, uma refeição frugal.
a ( ) bem leve;
b ( ) só com frutas;
c ( ) bem temperada;
d ( ) ligeira.

02 – Durou apenas um ____________ o nosso relacionamento.
a ( ) quincuênio;
b ( ) quinquênio;
c ( ) qüinqüênio;
d ( ) qüincuênio.

03 – No final da festa foi o maior ____________.
a ( ) quiproquó;
b ( ) quiprocó;
c ( ) quiprocuó;
d ( ) qüiproquó.

04 – Eu vou ___________ minha roupa na mala e sumir no mundo.
a ( ) introuchar;
b ( ) entrouchar;
c ( ) entrouxar;
d ( ) introuxar.

05 – Que pena! Aquele pobre menino é ______________.
a ( ) lombriguentu;
b ( ) lumbriguento;
c ( ) lombriguento;
d ( ) lombriguentu.

06 – Qual frase abaixo está correta?
a – Aquele automóvel custou uma micharia.
b – Aquele automóvel custou uma mixaria.

07 – Era um _________. Não tinha boca para nada.
a ( ) pascássio;
b ( ) pascáçio;
c ( ) pascácio;
d ( ) pascásio.

08 – Você é _________? Acha que vou fazer o que me pede?
a ( ) troxa;
b ( ) trouxa;
c ( ) troucha;
d ( ) trocha.

09 – Qual a razão de o _________ do abacate ser tão grande?
a ( ) carosso;
b ( ) carouço;
c ( ) carossu;
d ( ) caroçu;
e ( ) caroço.

10 – O que quer dizer: quiescência?
Os animais entraram em quiescência.
a ( ) repouso;
b ( ) agitação;
c ( ) correria;
d ( ) transformação.

(*) Pesquisadora do GEPEFA – Grupo de Estudos e Pesquisas sobre Famílias – UNESP/Franca.

Respostas

Resp 1.: d – Frugal quer dizer ligeira, leve, parcimoniosa.
Os idosos preferem, à noite, uma refeição frugal.
Resp 2.: b – Durou apenas um quinquênio o nosso relacionamento.
Quinquênio (= período de cinco anos).
Resp 3.: a – No final da festa foi o maior quiproquó.
Quiproquó (= confusão, equívoco).
Resp 4.: c – Eu vou entrouxar minha roupa na mala e sumir no mundo.
Entrouxar (= empacotar).
Resp 5.: c – Que pena! Aquele pobre menino é lombriguento.
Lombriguento (= que tem lombrigas – parasita dos intestinos).
Resp 6.: a – b – As duas frases estão corretas.
a – Aquele automóvel custou uma micharia.
b – Aquele automóvel custou uma mixaria.
Micharia / mixaria (= pequena quantidade de dinheiro). Cf. Borba 2002 Dic. UNESP do Port. Contemp.
Resp 7.: c – Era um pascácio. Não tinha boca para nada.
Pascácio (= indivíduo muito simplório, tolo, bobo).
Resp 8.: b – Você é trouxa? Acha que vou fazer o que me pede?
Trouxa (= tolo, bobo, palerma).
Resp 9.: e – Qual a razão de o caroço do abacate ser tão grande?
Caroço (= semente de vários frutos, com formato e tamanho variados).
Resp 10.: a – Quiescência quer dizer repouso.
Os insetos entraram em quiescência.

OBS.: Colunista semanal dos jornais Diário do Grande ABC (SP) e Jornal de Araraquara (SP), Jornal Independente – Dois Córregos (SP), Tribuna do Norte – Natal (RN), Jornal de Nova Odessa (SP), Diário da Franca – Franca (SP) e Diário de Sorocaba – Sorocaba (SP) – Jornal de Itatiba – Itatiba (SP) – O Liberal Regional – Araçatuba (SP) – Diário da Serra – Tangara da Serra (MT).

Deixe uma resposta