JORNAL DE ARARAQUARA
  • Fundado em 1991
  • Diretor: Geraldo Polezze
  • Vice-diretora: Marilene Volpatti
  • E-mail: redacao@jornaldeararaquara.com.br
ENTRE EM CONTATO

Teste o seu Português (579)

Prof.ª Dr.ª Terezinha Bellote Chaman (*)

"[...] e isso acontece nos dias de hoje. Qual é o pai ou a mãe que não dá a vida por seus filhos?" (Pe. João Roberto).

Iniciamos mais um ano de celebrações: Missas em Condomínio. E não poderíamos iniciar de forma mais aconchegante e cheia de Fé. Em 04 de fevereiro, celebrou-se a 116.ª Missa na residência de Rita Scarpa Scabello, no Cond. Manoela. Lá se encontravam 33 pessoas.

Em sua homilia, Pe. João Roberto referia-se à Fé que devemos ter, referindo-se à célebre frase: "Vai, tua Fé te salvou..." Não devemos ter medo, basta-nos a Fé. E então, exaltou a saga de Davi que fica surpreso por ver quantas pessoas estavam contra Ele. E mesmo sabendo que seu filho fora sacrificado, Davi não deixa de acreditar em Jesus. Que nossa Fé nos ajude a ser salvos.

Foi uma belíssima celebração. Chamou-nos a atenção a quantidade de jovens (eram 10) que lá estavam. Jovens orantes e participativos. Estão trilhando o caminho certo. Que DEUS os abençoe.

Agradecemos, mais uma vez, ao Fred e Ana, da paróquia Nossa Sr.ª das Graças. Belíssimos cânticos preparados para aquela noite, tão especial, tão cheia de unção.

Aproveitando o início de nossas atividades, e para os interessados, gostaria de passar a agenda de nossas Missas em Condomínio para 2020:

Dia 3 de março Ed. Mauá, Av. Mauá, 700. Nossa querida Odette Altmann de Campos aguarda-nos;

Dia 14 de abril, Ed. Villa Lobos, Rua Voluntários da Pátria, 2777. D. Alice Chiuso (síndica) espera-nos para essa celebração;

Dia 05 de maio, Ed. Millenium, Rua Padre Duarte, 2725. Na ocasião, a simpática Andreia Sadalla aguarda-nos;

Dia 02 de junho, Ed. Faveral,~ Rua Henrique Lupo,~719. Nossa estimada Jacira Augusta, como sempre o faz, vai nos receber com todo o carinho;

Dia 07 de julho, Ed. Don Benedette, Av. 15 esquina Rua 8. Nosso querido Luis Eduardo Carrascossi aguarda-nos para mais uma celebração em seu condomínio;

Dia 04 de agosto Ed. Vila do Sol, Av. José Bonifácio, 704. O conhecido casal, Zéze e Décio Rocha, abrem o salão de festas, sempre caprichosamente ornamentado, para nos receber;

Dia 1.º de setembro Ed. Mediterrâneo, Av. São Geraldo, 631 de fronte ao Pq. Infantil. Renato Giglio (síndico) e Maria Calegari (organizadora) estarão nos aguardando;

Dia 06 de outubro, Cond. Portal das Araucárias, Rua José Barbieri Neto, 2571. Thaiti Gabriela e Guilherme Leoni estarão, pela primeira vez, abrindo as portas de seu condomínio, para receberem Jesus Eucaristia;

Dia 10 de novembro, Cond. Miami, Av. Dr. Ademar Pereira de Barros, 159 (Atrás da Cutrale, acima da rotatória da Honda Veículos). Kika Clerice e seu marido Anuar Filho vão nos receber com o carinho que sempre lhes é peculiar;

Dia 1º de dezembro, Ed. Piazza Del Carmo, Rua João Gurgel, 1477 (Rua 13) Eleni Ap. Santos estará nos aguardando.

Como todos sabem, a coordenação de nossas Missas em Condomínio é realizada pelos padres João Roberto e Paulo Facin, Paróquia Nossa Sr.ª das Graças. Poderá ocorrer que, em uma ou outra celebração, tenhamos a presença de um padre de outra paróquia. Mas, uma coisa é certa: em uma dessas celebrações (surpresa), teremos a presença de Dom Eduardo Malaspina, Bispo Auxiliar da Diocese de São Carlos.

Nosso próximo encontro ocorrerá em março. Como mencionado em nosso calendário, será no Ed. Mauá. Esperamos contar com a sua presença, naquela ocasião.

Desejando que se realize uma Missa em seu Condomínio, contato com Carlos e/ou Terezinha Bellote Chaman 16 3336-5548 9.9782-6116 celp@terra.com.br Até lá e fiquem com DEUS.

(*) Pesquisadora do GEPEFA - Grupo de Estudos e Pesquisas sobre Famílias.

Paulinho PSA, esse era o cara!!! (Por C. A. Chaman).

No início deste mês (9/02), a mureta do bar do Zinho ficaria mais triste. A partir dessa data, não teríamos mais a companhia do grande amigo, Paulo Ortiz, Paulinho PSA, como era popularmente conhecido por todos os frequentadores. Ele, como gostava de dizer, não tinha inimigos. Costumava citar que muitos ali naquela mureta eram amigos de "c... junto, de m... cruzado, que era um pra cudi outro". Gostava de contar causos vividos por ele mesmo. Causos engraçados, que sempre vivia com aqueles que eram seus amigos. Quando estava "alegrinho", então os causos eram contados em infinitas conversas, que poderiam levar até mais de uma hora. Quantas histórias, nestes mais de 10 anos de convivência: sobre Santa Lúcia, onde nasceu; sobre seu cunhado Trentin e suas festas em família; sobre o trabalho no Banespa e como era laborioso e ajudava seus companheiros de serviço; sobre suas pescarias; sobre seu sogro, seu grande herói; sobre a cobra na beira do rio; sobre o dia em que usou um tubo inteiro de detergente para lavar meia dúzia de pratos; sobre as bananas picadas em rodela, que caíram todas do prato, quando foi servir sua neta, ainda neném. Então, ele disse: -- Viu só, Pietra, elas fugiram do prato; sobre aquela maravilhosa festa junina na casa de um amigo em Rincão; sobre aquela dor no ombro que às vezes lhe acometia só na frente do pessoal do bar; sobre aqueles almoços de sábado, na casa da sogra, uma verdadeira festa, assim ele dizia; sobre as broncas de Leninha, mas vamos e venhamos, eram justas. Ele não sabia dirigir, mas tinha outros atributos: não podemos nos esquecer da perfeição de suas criações de papel, dobraduras, era um artista. E quando pegava uma caneta para escrever... não era uma escrita, era uma pintura. Bem... daria para escrever uma mureta inteira com muitos outros causos contados, estando ele normal ou alegrinho. Sim, alegrinho, porque o Paulinho nunca passou da conta... ficava somente alegrinho. Ele deixa muita saudade para todos os frequentadores do bar do Zinho, que ficou mais pobre desde o dia 9/02. Paulinho, chegando aí em cima, veja se encontra um bar ajeitado, que tenha uma mureta. Pega um banco, pede a sua cerveja, tenho certeza de que, num instante, você vai arrumar muitos amigos de "c... junto, de m... cruzado, que sejam um pra cudi outro". Paulinho, você não morreu, apenas partiu. Como dito por Guimarães Rosa: "Os homens bons não morrem, ficam encantados para sempre".

OBS.: Colunista semanal dos jornais Diário do Grande ABC (SP)~e Jornal de Araraquara (SP), Jornal Independente Dois Córregos (SP), Tribuna do Norte Natal (RN), Jornal de Nova Odessa (SP), Diário da Franca Franca (SP) e Diário de Sorocaba Sorocaba (SP) Jornal de Itatiba Itatiba (SP) O Liberal Regional Araçatuba (SP) Diário da Serra Tangara da Serra (MT).