JORNAL DE ARARAQUARA
  • Fundado em 1991
  • Diretor: Geraldo Polezze
  • Vice-diretora: Marilene Volpatti
  • E-mail: redacao@jornaldeararaquara.com.br
ENTRE EM CONTATO

ATENÇÃO EDINHO, URGENTE!

Procuradoria Geral da República quer ouvir Edinho Silva sobre os R$ 42 milhões que J&F destinou ao PP a fim de apoiar Dilma. Subprocurador José Adounis Araújo Sá pediu mais 60 dias para encerrar inquérito da Operação Compensação, deflagrada com base na delação de Joesley Batista. (Site Estadão, Luiz Vassallo, 27 de janeiro de 2020)

BANHO MARIA

Mais uma notícia contra o prefeito petista de Araraquara que estressa a todos sobre apoio comprado do Partido Progressista para ajudar candidata do PT. A suposta compra teria custado, segundo inquérito do PT, R$ 42 milhões vindos da J&F.

"Entre as diligências pendentes, ouvir o ex-tesoureiro do PT e prefeito de Araraquara, Edinho Silva".

Segundo relato do executivo Ricardo Saud, a pedido de Edinho, o Grupo J&F teria feito pagamentos para "comprar" o apoio político do PP e também dos emedebistas.

O subprocurador-geral quer convocar executivos Joesley Batista e

Ricardo Saud para esclarecer possíveis contradições. Também quer análise mais aprofundada sobre o material apreendido nas empresas de Nogueira, e afirma ser salutar a oitiva (ouvida) de Edinho Silva, tesoureiro da campanha de Dilma Rousseff, em 2014, e suposto interlocutor do Partido dos Trabalhadores.

PALAVRA DE

EDINHO SILVA

"A campanha da presidenta Dilma 2014 agiu dentro da legalidade. A tese da compra de apoios não tem nenhuma lógica, já que o PP, como os demais partidos, participava do governo Dilma, ocupando inclusive ministérios, e tinha interesse direto da sua reeleição".