JORNAL DE ARARAQUARA
  • Fundado em 1991
  • Diretor: Geraldo Polezze
  • Vice-diretora: Marilene Volpatti
  • E-mail: redacao@jornaldeararaquara.com.br
ENTRE EM CONTATO

Teste o seu Português (599)

Prof.ª Dr.ª Terezinha Bellote Chaman (*)

"O melhor modo de se vingar de um inimigo é não se assemelhar a ele".

Você conhece a parábola do filho pródigo? Ela tem uma certa semelhança com o texto a seguir. Uma verdade comum se observa a seguir: Não existem pais que não recebam de braços abertos seus filhos, que por um motivo ou outro saíram de suas casas. Leia com atenção.

Era uma vez um jovem que se encontrava em um trem e mostrava-se muito ansioso, nervoso e caminhava de um lado para o outro. Então um senhor, que já há algum tempo o observava, disse-lhe:

- Rapaz, por que está tão inquieto?

O rapaz respondeu:

- Não adianta contar-lhe, pois não pode me ajudar. E continuou ansioso, andando de um lado para o outro.

O senhor, mais uma vez, tentou conversar com ele dizendo:

- Meu rapaz, conte-me a razão de tanta angústia. Talvez eu possa ajudá-lo.

Então o jovem falou:

- Há muito tempo, deixei meu pai, minha casa e fui morar longe, tentar uma vida independente. Agora, resolvi voltar. Pedi para meu pai receber-me de volta e avisei-lhe que estaria nesse trem. Se ele concordasse com minha volta, sugeri que amarrasse um lenço amarelo em um galho bem alto da árvore que fica na frente da casa. Agora, o que está me angustiando é que estou chegando e tenho receio de que não tenha nenhum lenço, então saberei que ele não me perdoou e assim, seguirei em viagem.

O senhor então lhe falou:

- Fique tranquilo que eu ficarei na janela e olharei para você.

Quando se aproximou do lugar onde o rapaz morava, o senhor colocou-se na janela.

Passando o trem, o rapaz perguntou:

- E então? Vê um lenço amarelo na árvore?

O homem respondeu:

- Não. Eu não vejo um lenço amarelo... mas, muitos lenços amarelos... Um em cada galho da árvore!

Teste o seu Português

01 Aspersão é o ato de molhamento em pequenas gotas.

Qual significado abaixo está adequado?

a ( ) Eu vou orvalhar as flores.

b ( ) Eu vou aspergir as flores.

c ( ) Eu vou borrifar as flores.

02 Complete com xeque ou cheque.

a Aquele ________ complicou todo jogo de xadrez.

b Pagaram a conta, com um ________ sem fundo.

03 Quando devo usar: estrato ou extrato?

a Dê-me os ___________ dos saldos bancários.

b Mamãe olhava da janela os ____________ que se estendiam no céu.

04 Qual forma você usaria na frase abaixo: a fim ou afim?

Hoje não estou __________ de brigar com você.

05 Qual frase está adequada?

a Quando você pôr temperos na receita...

b Quando você puser temperos na receita...

06 Qual a forma ortograficamente aceita: surrupiar ou surripiar?

a Ele tentou surripiar a minha carteira.

b Ele tentou surrupiar a minha carteira.

07 É uma glândula endócrina de situação anterior e inferior no pescoço. Trata-se da:

a ( ) tiróide?

b ( ) tireóide?

08 Existe algum erro, quanto ao uso do acento grave, indicador da crase?

a ( ) Vou à Curitiba.

b ( ) Vou a Curitiba.

c ( ) Vou à Bahia.

09 O rio Tietê, em certos trechos, exala um _________ terrível.

a ( ) mal cheiro

b ( ) malcheiro

c ( ) mau cheiro

d ( ) mau-cheiro

10 - Aquela linda e modesta atriz diz viver __________ por causa de sua ______________.

a ( ) izolada esuberancia;

b ( ) isolada exuberância;

c ( ) ixolada ezuberancia.

(*) Pesquisadora do GEPEFA Grupo de Estudos e Pesquisas sobre Famílias.

Respostas

Resp 1.: a b c - Todos os significados estão adequados.

Eu vou orvalhar / aspergir borrifar / as flores.

Aspergir = borrifar e orvalhar.

Resp 2.: Aquele xeque complicou todo jogo.

Xeque = lance de jogo de xadrez (no contexto).

Pagaram a conta, com um cheque sem fundo.

Cheque = ordem de pagamento.

OBS.: Xeque e cheque são palavras que têm o mesmo som (homófonas) e são escritas de modo diferente (heterógrafas).

Resp 3.: Dê-me os extratos dos saldos bancários.

Extrato = reprodução, cópia.

Mamãe olhava da janela os estratos que se estendiam no céu.

Estrato = nuvem baixa com aspecto de nevoeiro.

Resp 4.: Hoje não estou a fim de brigar com você.

A fim são duas palavras distintas, que formam a expressão "a fim de".

Às vezes, o de não aparece (elíptico).

Sabe de uma coisa, não estou a fim (= a fim de)

OBS.: Afim = semelhante

Carlos e Pedro têm temperamentos afins.

Resp 5.: A frase adequada é: b - Quando você puser temperos na receita...

Resp 6.: a b - Ele tentou surripiar ou surrupiar a minha carteira.

Os dicionários registram surrupiar e surripiar. (= furtar, subtrair às escondidas).

Surrupiar é forma mais usual.

Resp 7.: a b - Tiróide e tireóide são formas variantes dicionarizadas.

OBS.: A forma recomendada é tireóide.

Resp 8.: b - Sim, existe um erro quanto ao uso do acento grave, indicador da crase. Escreva corretamente: Vou a Curitiba. (porque digo: venho de Curitiba).

Resp 9.: c - O rio Tietê, em certos trechos, exala um mau cheiro terrível.

OBS.: Mau cheiro (mau = antônimo de bom)

Resp 10.: b - Aquela linda e modesta atriz diz viver isolada por causa de sua exuberância.

Isolada (= separada, sozinha)

Exuberância (= excesso de viço, de vigor).

OBS.: Colunista semanal dos jornais Diário do Grande ABC (SP)~e Jornal de Araraquara (SP), Tribuna do Norte Natal (RN), Jornal de Nova Odessa (SP), Diário da Franca Franca (SP) - Diário de Sorocaba Sorocaba (SP) Jornal de Itatiba Itatiba (SP) O Liberal Regional Araçatuba (SP) Diário da Serra Tangara da Serra (MT) Gazeta Penhense Penha/SP Gazeta do Ipiranga/SP.