JORNAL DE ARARAQUARA
  • Fundado em 1991
  • Diretor: Geraldo Polezze
  • Vice-diretora: Marilene Volpatti
  • E-mail: redacao@jornaldeararaquara.com.br
ENTRE EM CONTATO

D E N G U E: Você já ouviu falar na crotalária?

Trata-se de uma planta usada no combate à proliferação do mosquito da dengue. A ideia tem dado tão certo em Sorriso, Mato Grosso.

ARMA DE COMBATE

São flores que possibilitam o controle biológico. Essa flor da crotalária atraia a libélula que por sua vez se alimenta dos ovos do mosquito da dengue. Assim o aedes aegypti não consegue se reproduzir.

Os ovos da libélula, que também põe ovos em água parada. Quando as larvas da libélula eclodem elas comem as larvas do mosquito aedes e o inseto da libélula também come o mosquito aedes aegypti.

FLORES AMARELAS NO JARDIM

Sentiu a boa energia e a beleza? Agora, imagine flores amarelas que são um repelente natural de combate ao mosquito causador da dengue... Prazer, eu sou a Crotalária Juncea, uma leguminosa. Uma poderosa arma biológica para o controle da dengue.

COMO ISSO ACONTECE?

Crotalária atrai a libélula, um inseto predador do mosquito da dengue. Com o plantio da Crotalária no jardim ou quintal de casa, a libélula que busca colocar ovos em água parada, assim como o mosquito Aedes Aegypti, vai depositar seus ovos e essas larvas vão se alimentar das larvas do mosquito transmissor da dengue acabando com o foco. O mesmo acontece com a libélula adulta, é predadora que se alimenta de pequenos insetos, o que inclui o Aedes Aegypti. Assim, quebra-se a cadeia reprodutora do mosquito da dengue. Mas, atenção! As outras armas de combate, como manter quintais e jardins limpos e sem água parada continuam.

ONDE COMPRAR A CROTALÁRIA?

A Crotalária pode ser encontrada em lojas de sementes e adubos ou artigos gerais de agronegócio. Você encontra também na Plantei, entregamos em todo Brasil, confira: plantei.com.br/crotalaria

CONHEÇA MELHOR A CROTALÁRIA JUNCEA, QUE COMBATE A DENGUE

Origem: Índia e Ásia Tropical Nome científico: crotalaria junceae Ciclo vegetativo: Anual (210 a 240 dias) Fertilidade do solo: Média a alta (solos bem drenados) Forma de crescimento: Ereto, subarbustivo Utilização: Tóxica aos animais pode ser usada para adubação verde, produção de fibras e controle de mosquito da dengue Altura: Até 1 metro Precipitação pluviométrica: Acima de 800 mm Tolerância a seca: Alta Tolerância ao frio: Média Tolerância ao encharcamento: Baixo Profundidade de plantio: 2 a 3 cm.

ATENÇÃO

Como pesquisadora científica em adubos verdes há mais de 30 anos no Instituto Agronômico IAC e, devido à seriedade do assunto "dengue", que é do âmbito de saúde pública, Elaine Bahia Wutke sentiu-se na obrigação de informar para a não comprovação científica do controle do mosquito transmissor dessa doença pelo cultivo de crotalárias, como plantas atrativas de predadores do Aedes aegypti. Assim vale esperar que o prefeito determine pesquisa sobre a planta para evitar doença e morte.