JORNAL DE ARARAQUARA
  • Fundado em 1991
  • Diretor: Geraldo Polezze
  • Vice-diretora: Marilene Volpatti
  • E-mail: redacao@jornaldeararaquara.com.br
ENTRE EM CONTATO

Massafera atende prefeito Edinho e assina o laudo que atesta Bom Estado

OBRA EXEMPLAR

Atendendo sua solicitação, nos dias 13 e 14 de abril, deste ano de 2019, efetuei minuciosa vistoria no Ginásio Municipal de Esportes "Castelo Branco" inaugurado em 1969 ou seja há 50 anos, onde tive a satisfação de participar da sua construção bem como o meu irmão Luiz Antonio Massafera e com a colaboração do engenheiro professor José Henrique Albiero e do Arquiteto e construtor Dr. Nelson Barbieri.

Trata-se de uma obra prima da engenharia nacional, concebida pelos arquitetos Luiz Ernesto do Valle Gadelha e Jonas Faria, elaborado na gestão do Prefeito Romulo Lupo (1962/68) e cujo calculo estrutural foi inovador por trata-se de cobertura em casca de concreto, calculado pelo Professor Pietro Candreva da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo, sendo sua tese de doutoramento.

CONCLUSÃO DO GINÁSIO

A obra foi concluída em setembro de 1969, sendo o Prefeito Rubens Cruz (1969/1972), portanto já entregue há 50 anos. Sua estrutura em casca de concreto tem 100 m X 60 m, apresenta grandes movimentações por efeito térmico, tudo isso previsto nos cálculos e nos projetos. A cobertura foi impermeabilizada com papel de alumínio e a drenagem foi feita com calhas de chapa galvanizada. Este sistema teria uma vida útil de 20 a 30 anos no seu limite.

INÍCIO DO DESGASTE

Em 2009, ou seja, há mais de 10 anos as calhas galvanizadas começaram a apresentar problemas de corrosão e consequente infiltração. Dentro do possível foram efetuados reparos nas calhas, até chegar ao ponto inevitável da necessidade de trocá-las.

PRIMEIRO SUSTO

Em 2010 tivemos a queda da aba leste inicial da estrutura. Foi chamado o engenheiro calculista professor Doutor Pietro Candreva, que reviu seus projetos e reformulou algumas das suas hipóteses, formuladas em 1964, orientando todos os projetos de reconstrução da aba da estrutura que tinha entrado em colapso, tudo acompanhado e fiscalizado pelo IPT - Instituto de Pesquisas Tecnológicas do Estado de São Paulo. Eu como engenheiro civil, especializado em estruturas de concreto, tive a satisfação de acompanhar todos os passos dos serviços de recuperação e reforços estruturais.

MAIS ANOS DE EFICIÊNCIA

Todas as trincas e fissuras existentes, por efeito térmico, foram tratadas adequadamente com polímeros e calafetadas. A ferragem exposta, depois de limpa e tratada, recebeu pintura de epoxi, dentro das especificações de recuperação estrutural, sendo que foi feito um grande reforço na estrutura principal da cobertura.

IMPERMEABILIZAÇÃO: TEMPO VENCIDO

Com relação a cobertura foram retiradas as calhas galvanizadas e foi retirada a impermeabilização de papel de alumínio e os vidros da iluminação zenital. As calhas foram substituídas, os óculos de vidros, da iluminação zenital, foram trocados e a impermeabilização refeita em 2011, com material a base de polímeros com duração prevista de 5 a 8 anos.

A obra foi vistoriada e orientada pelo engº calculista e projetista Doutor Pietro Candreva. Todos os serviços foram fiscalizados e acompanhados pelo engenheiro Luiz Antonio Massafera e engenheiros da Construtora Massafera Ltda, responsáveis na época pela construção do ginásio de esportes e que inclusive auxiliaram, fornecendo mão de obra especializada. Todos os serviços, materiais da impermeabilização, mão de obra e adequações necessárias foram realizados por funcionários municipais, com o devido acompanhamento do projetista e da empresa responsável pela construção.

Saliento que os serviços de impermeabilização da cobertura, com polímeros, executada em 2011, já está com seus prazos vencidos e com seus limites de durabilidade e estando constatada a necessidade da sua recuperação depois de 8 anos. (Eng. Roberto Massafera)

DO PONTO DE VISTA estrutural a obra está em bom estado e respondendo perfeitamente as hipóteses formuladas pelo seu calculista. As fundações estão em perfeito estado, bem como toda a estrutura de concreto, sem apresentar e aparentar nenhuma anomalia.

Apresentamos em anexo nosso laudo acompanhado pela respectiva ART - Anotação de responsabilidade técnica e o relatório dos serviços executados em 2011.

Araraquara, 15 de abril de 2019

Roberto Massafera

Engenheiro Civil

CREA nº 0060021.680-0

Gigantão exige obras de apoio a fim de tornar válida a certificação do Eng. Roberto Massafera.

GIGANTÃO EXIGE ATENÇÃO RESPONSÁVEL E PERMANENTE