JORNAL DE ARARAQUARA
  • Fundado em 1991
  • Diretor: Geraldo Polezze
  • Vice-diretora: Marilene Volpatti
  • E-mail: redacao@jornaldeararaquara.com.br
ENTRE EM CONTATO

Uniara na Medicina

Formado na Uniara em 2007, Scutti conta que foi fazer seu segundo pós-doutorado no país norteamericano, respeitado hospital MDACC, um dos centros de referência mundial em tratamento e pesquisas em câncer. "Meu projeto foi desenvolvido no departamento de pediatria, e o foco foi estudar um tipo de câncer pediátrico de cérebro. Meus estudos foram selecionados entre as centenas de trabalhos de pós-doutorado enviados ao Congresso Anual dos Pós-Doutorandos do MD Anderson, ficando entre os cinco melhores. Com base nos bons resultados obtidos ao longo desse evento tornei-me parte da equipe de Allison, na plataforma de Imunoterapia do MD", explica.

CABEDAL

O representante da Uniara destaca que o vencedor do Nobel "foi responsável por descobertas que não só alteraram, mas introduziram nova metodologia no tratamento de pacientes com câncer, contribuindo com o aumento da sobrevida daqueles que estavam condenados à morte, como no caso do câncer de pele melanoma e do pulmão".

TRABALHO

Allison no Nobel de Medicina 2018, de acordo com Scutti, decorre de pesquisas executadas na década de 1990. "O sentimento de ser parte intelectual e participar das discussões científicas ricamente coordenadas, não têm preço. Porém, mesmo que o doutor Allison tenha ganho prêmio Nobel, o mérito de sua equipe e de todos os meus colegas que ali derramam suor é incomensurável".

SCUTTI

Aluno da Uniara, por conta de seus trabalhos associados aos da plataforma de Allison, atualmente é diretor associado de Biomarcadores e Diagnóstico da MSD, em North Wales, na Pensilvânia. "Hoje, posso dizer que continuarei contribuindo para buscar a cura dessa doença tão cruel chamada câncer. Foi um aprendizado único que vou levar para toda a minha vida profissional".