JORNAL DE ARARAQUARA
  • Fundado em 1991
  • Diretor: Geraldo Polezze
  • Vice-diretora: Marilene Volpatti
  • E-mail: redacao@jornaldeararaquara.com.br
ENTRE EM CONTATO

Planejamento Ferroviário entre prioridades - 2019

Ações para expansão e melhoria da malha ferroviária entrarão na lista de prioridades de nosso Estado. É o que prevê o projeto da Lei de Diretrizes Orçamentárias(LDO) de 2019, encaminhado a Assembleia Legislativa.

O texto acolhe sugestão do deputado estadual Edmir Chedid(DEM), membro da Comissão de Transportes, e projeta recursos para planejamento ferroviário subordinados à Secretaria de Logística e Transportes.

Ainda não existe um departamento exclusivamente voltado para o modal ferroviário, como nos outros modais.

"O transporte ferroviário apresenta vantagens sobre outros modais, especialmente o impacto ambiental reduzido e custo de manutenção baixo". Em um momento em que se discute a excessiva dependência que o país tem do transporte rodoviário, é ótimo o governo dedicar atenção à ferrovia.

Hoje, dependemos do transporte rodoviário para transportar bens, pessoas e produtos, inclusive matérias-primas e insumos, como combustível.

Diferentemente de outros países, com território semelhante, o Brasil tem poucas linhas de trens para escoar a produção: 29 mil quilômetros de ferrovias, contra 86 mil na China, 87 mil na Rússia e 225 mil nos EUA, segundo consultoria Ilos. São Paulo tem 1.375km de linhas ativas.

PLANO

Embora o governo tenha discutido projetos como o do Trem Intercidades [sistema de transporte de passageiros entre regiões metropolitanas de São Paulo, Campinas, Vale do Paraíba, Sorocaba e Baixada Santista], nunca houve a preocupação de criar um corpo técnico para planejar ações nessa área. Por isso, a decisão do governo de incluir essa proposta na LDO deve ser celebrada.