JORNAL DE ARARAQUARA
  • Fundado em 1991
  • Diretor: Geraldo Polezze
  • Vice-diretora: Marilene Volpatti
  • E-mail: redacao@jornaldeararaquara.com.br
ENTRE EM CONTATO

Teste o seu Português (505)

Prof.ª Dr.ª Terezinha Bellote Chaman (*)

"Nem sempre podemos construir o futuro para nossa juventude, mas podemos construir nossa juventude para o futuro". (Franklin Roosevel).

Eram 20 dias do mês de maio, domingo último e na Praça das Bandeiras, ao lado do bar do Zinho, acontecia o 2.º Encontro de Carros Antigos, organizado por Pedro Chaman e Francisco Culturato (Fran). Eram aproximadamente 30 veículos. Nada que se compare aos outros grandes centros, onde são 200, 400, mais de 500 veículos. Foi une petit réunion, em que Pedro e os jovens, Carol, Gullo, Stuchi, Jéssica, Caio, Amanda, Pedro(2), Ana e André, seus amigos da comunidade Ns.ª Sr.ª das Graças, angariaram alimentos para a Igreja e um montante em dinheiro para a Jornada Mundial da Juventude (JMJ/2019), no Panamá, vendendo deliciosos cachorros-quentes. O encontro, embora modesto, foi aconchegante, a despeito da manhã fria e ventosa, em Araraquara.

Geralmente, os jovens apreciam participar de campanhas de solidariedade, voluntariado e atividades da comunidade. Têm seu jeito próprio de ser e se expressar e, e por isso mesmo, são a riqueza de uma comunidade. Eles têm ousadia e destemor para vencer a comodidade e dar testemunho da vivência cristã, numa sociedade de contrastes. Adultos e idosos podem aprender muito com a juventude e sua inquietude diante da realidade. Que lamentável é uma comunidade que não atrai os jovens!

Aos jovens cristãos cabe escutar as palavras do Papa Francisco, que lhes sugere vencer as tentações da cultura do provisório e do relativo, que apregoa apenas "curtir" o momento. O Papa pede que os jovens se rebelem contra essa cultura do provisório. Ele confia e reza para que tenham a coragem de ir contra a corrente, para serem realmente felizes. (Documento 100 CNBB, 2014, p. 116 117).

E foi com esse espírito que os jovens colaboraram para alimentar pessoas necessitadas e ainda angariaram fundos para, o encontro com o Papa Francisco, no ano que vem.

Vocês estão de parabéns, porque o homem só é plenamente feliz, quando aciona e mantém vivo o motor de sua vida: O AMOR.

Teste seu Português

01 Qual frase está correta?

a O carro zero-quilômetro andava em zigue-zague.

b O carro zeroquilômetro andava em ziguizague.

c O carro zero quilômetro andava em zigue zague.

02 Infelizmente, foi uma __________ de erros imperdoáveis.

a ( ) seqüência;

b ( ) sequência;

c ( ) seqüênscia;

d ( ) ceqüênsia.

03 Era um garoto __________. Não gostava de tomar banho.

a ( ) pioiento;

b ( ) pioliento;

c ( ) piolhento;

d ( ) piolhiento.

04 Ao falarmos, às vezes, cometemos vícios de linguagem, como:

Mataram a vaca da sua tia.

Como desfazer o duplo sentido?

05 O produto feito à base de leite chama-se:

a ( ) latissínio;

b ( ) laticínio;

c ( ) latecínio;

d ( ) lacticínio.

e ( ) lactissínio.

Atenção: existem duas respostas corretas.

06 É muito triste viver na __________.

a ( ) izolassão;

b ( ) isolassão;

c ( ) izolasão;

d ( ) isolação.

07 Qual a frase correta?

a Aquela senhora ostil vestia uma blusa de horgandi.

b Aquela senhora hostil vestia uma blusa de organdi.

E então? A correta é...

08 Era motivo de __________ entre toda a família.

a ( ) regozigeo;

b ( ) regozijo;

c ( ) regozijio;

d ( ) regosijo.

(*) Pesquisadora do GEPEFA Grupo de Estudos e Pesquisas sobre Famílias.

OBS.: não deixe de assistir ao "Teste seu Português", no canal You Tube ou pelo Facebook - www.facebook.com/testeseuportuguesonline Agora também na TV UNIARA, assista pelo canal aberto 55 ou tvuniaraararaquarayoutube

Respostas:

Resp 1.: A frase correta é a a.

O carro zero quilômetro andava em ziguezague.

Zero quilômetro ziguezague (VOLP 2009).

Resp 2.: b Infelizmente, foi uma sequência de erros imperdoáveis.

Sequência (= série de coisas que se sucedem, sucessão).

Resp 3.: c Era um garoto piolhento. Não gostava de tomar banho.

Piolhento (= muito sujo, imundo).

Resp 4.: Para desfazer o duplo sentido (ambiguidade) causado pela má construção da frase, devo dizer:

Mataram a vaca que era da sua tia.

Resp 5.: b d O produto feito à base de leite chama-se: laticínio / lacticínio.

Obs.: A variante lacticínio é pouco usada. (Borba 2004).

Resp 6.: d É muito triste viver na isolação.

Isolação (= isolamento).

Obs.: A forma isolação é muito pouco usada. (Borba 2004).

Resp 7.: A frase correta é a b.

Aquela senhora hostil vestia uma blusa de organdi.

Hostil (= agressiva, pouco ou nada amável).

Organdi (= tecido de algodão muito leve e transparente, porém encorpado).

Resp 8.: b Era motivo de regozijo entre toda a família.

Regozijo (= contentamento, satisfação).

OBS.: Colunista semanal dos jornais Diário do Grande ABC (SP)~e Jornal de Araraquara (SP), Jornal Independente Dois Córregos (SP), Tribuna do Norte Natal (RN), Jornal de Nova Odessa (SP), Diário da Franca Franca (SP) e Diário de Sorocaba Sorocaba (SP) Jornal de Itatiba Itatiba (SP) O Liberal Regional Araçatuba (SP) Diário da Serra Tangara da Serra (MT).