INÍCIO
BRASIL
CIDADE
CULTURA
GERAL
COLUNAS



Motoclube na cabeç
Atualizada 6 de outubro de 17 |  Comentários -   E-mail | Imprimir | Permissões e Reproduções | Assine matérias como esta | Compartilhar no facebook Siga Jornal de Araraquara no Twitter
Clique na imagem para ampliar
Benê emociona-se lembrando de motociclistas de sua turma.
Clique na imagem para ampliar
Tadeu Faito, Gilmar, Penha, José Roberto, Luiz Carlos, Zé Faito, Negão (Luís Antonio Cândido), Baiano Faito, Antonio Assumpção e Binho Passalacqua.

Na última crônica do Benedito Salvador Carlos, estimado Benê, na Revista COMÉRCIO, INDÚSTRIA & AGRONEGÓCIO lembra carinhosamente de Luis Antonio Cândido (Negão), fiel companheiro que por um bom tempo contribuiu com a história do motociclismo araraquarense. Tendo a colaboração de Pedro Scabello, Benê apresenta integrantes desta foto histórica Evaldo Salerno, Baiano Faito, Negão (Luís Antonio Cândido) e Edivilmo Moraes.

Como era praxe, diz o articulista: "fugimos porque o comando de trânsito estava à Rua 9 de Julho, defronte ao Kawakami. Era uma sexta-feira, noite enluarada de verão e a galera do Motoclube Araraquara, em bloco, foi surpreendida. O sucesso precoce em corridas não dava o direito a andar sem habilitação. Só que a maioria era menor de idade e contravenção se estabelecia".

O querido Negão (Luis Antonio Cândido, centro dessa crônica assinada pelo Benê), era um dos poucos dentro da lei, mas, extremamente solidário: com o apito do guarda ficou com a sua turma.

Kibelanche

Na Rua 2, um camburão chegou para a conferência. O festejado motociclista estava com documentos em ordem. "Negão, nosso irmão, exemplar como um sem número de jovens que gritavam pela liberdade de expressão, numa Pátria até então silente. Em nossa companhia, conviviam Eduardo Osório Silva, Luiz Carlos Oliveira (Carlinhos fotógrafo), Marcos Placco, Beto Placco, Ricardo Toloi, Paulo Affonso, Felipe Giansante, Luis e Adilson Mascia, Vanderlei Cavalari, Silvinho Nigro, os irmãos da Cideral e Ciomino, Peppone (Waltinho Logatti) e Ivan Zanin", lembra Benê ao falar do "Negão, um grande piloto de Araraquara".

Curitiba

Hoje lembrada na Operação Lava-Jato, recebeu os motociclistas da "Morada do Sol" no Autódromo Internacional. O Motoclube de Araraquara, no calendário nacional, com a comitiva de estrelas: Eduardo Luzia, Olympio Bernardes Ferreira Neto, Dario Pires, engenheiro Murilo Leonardi, Evaldo Salerno, Zé Faito, Zé Duvilio (José Roberto Tedeschi), Baiano Faito, José da Penha Moreira (Penha), José Manoel Sampaio do Amaral Filho, o Pinho e Luis Antonio Cândido, o solidário Negão. A caravana foi chefiada por Adolpho Tedeschi Neto.

O protagonista

Fim da prova das "cinquentinhas" e o vencedor com brilhantismo foi o Luís Antonio Cândido. Ressalta Benê: "naquele dia, nosso piloto com uma Mondial Record, 2 tempos, quatro marchas, dourada, foi aplaudido em pé".

Qualidades

"Negão, leal ao extremo, além de excelente piloto, tinha outros talentos: lutava judô e jiu-jítsu na Academia Tomiyama, soldador por excelência e formação em Química pela Unaerp Ribeirão Preto. Araraquara mantendo sua tradição de quebrar paradigmas, num passado recente revelou para o Brasil outro piloto, o príncipe etíope Renan Alves, avassalador. Tiro mais um pouco das doces memórias que me acompanham, compartilho com emoção um passado tão presente na minha alma que me remete para pessoas especiais e imortais. Belos dias... velhos sonhos", diz Benê um filho de ferroviário que transpira cidadania, valoriza o simples e vibra com a vitória dos amigos.


Copyright 2017 JORNAL DE ARARAQUARA. Todos os direitos reservados. Este material não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem permissão explícita do detentor dos direitos autorais.


Regras para comentários: Respeite outros leitores de nossa comunidade, portanto faça apenas comentários inteligentes e civilizados. Não ataque outros leitores pessoalmente e utilize sempre uma linguagem de alto nível.

Login: Identifique-se para deixar um comentário Log in | Registre-se
Título:
Comentários: (Seja o primeiro a comentar)

 






Direitos Reservados (c) 2017 - JORNAL DE ARARAQUARARA LTDA