INÍCIO
BRASIL
CIDADE
CULTURA
GERAL
COLUNAS



Teste o seu Português (474)
Atualizada 29 de setembro de 17 |  Comentários -   E-mail | Imprimir | Permissões e Reproduções | Assine matérias como esta | Compartilhar no facebook Siga Jornal de Araraquara no Twitter

Profª. Drª. Terezinha Bellote Chaman (*)

Pe. Celso Maximino José: 39 anos de sacerdócio.

Pe. Celso iniciou sua caminhada no Seminário menor dos Padres da Doutrina Cristã, Catanduva, em 1973, com apenas 9 anos. Fez o Clássico no Instituto Comboniano São Judas Tadeu, São José do Rio Preto. Após, cursou o Noviciado e Magistério no Seminário de Guaíra/SP. Cursou Filosofia, Psicologia e Teologia no Instituto Teológico São Paulo/SP. A seguir, fez um ano de Pastoral no Rio de Janeiro. Em 1978, em Itápolis, serviu como Diácono do hoje Monsenhor Ednyr Rovero, durante um ano. No mesmo ano, foi ordenado presbítero, em Novo Horizonte.

Após sua ordenação, ficou em Itápolis aproximadamente um mês e meio. Em seguida serviu em Tabatinga e Nova Europa como pároco e, ao mesmo tempo, como coadjutor em Itápolis. Por três meses foi substituto na paróquia São Geraldo, em Araraquara. Como havia poucos párocos na diocese, tal servir foi concomitante.

Em São Carlos/SP, foi coadjutor na Catedral e assumiu a Coordenação Diocesana de Catequese, ministrando cursos de Capacitação de Catequese, em todas as paróquias. Também foi pároco na Paróquia N. Srª. de Fátima, na mesma cidade. Cursou Especialização Catequética no Instituto Salesiano Pio XI, em São Paulo/SP.

Em Mineiros do Tietê/SP, pároco na Paróquia Sr. Bom Jesus.

Em janeiro de 1992, assumiu como pároco na Paróquia São José de Barra Bonita. Ali permaneceu por 25 anos, iniciando o ECC (Encontro de Casais com Cristo), a Pastoral da Segunda-União, a Evangelização de Adultos, realizando 20 Cenáculos.

Como comunicador-nato, atuando na paróquia São José, cultivou a Pastoral da Comunicação, com os Programas de Rádio diários:

- Bom-dia Maria às 6 horas;

- Café da Manhã das 6h às 8h30m;

- Previsão do Tempo - Tempo e Temperatura e o Santo do Dia, às 11h15m;

- Ave-Maria às 18h.

Posteriormente, criou A Família da RÁDIO FAMILIA: programa diário, das 20h às 24h produzido por equipes da comunidade, sob sua direção, Pe. Celso.

Celebra missas quinzenais, na Rede Vida, há 22 anos, (completos em 01/10/2017).

Foi diretor do Departamento de Assistência Social, por 8 anos: ali trabalhou pelas necessidades dos menos favorecidos do município de Barra Bonita/SP.

Obs.: tais informações foram enviadas pela Paróquia São José de Barra Bonita - Barra Bonita/SP.

Uma Vida Dedicada à Igreja.

Uma das principais características da sociedade em que vivemos é, segundo o filósofo Lipovetsky, o hiperindividualismo. É a pós-modernidade ou hipermodernidade. Experimentamos o hiper-hedonismo. E é, segundo aponta o filósofo, o emergir da cultura do consumo, como um modo de vida, como um modo de tornar a mercadoria portadora de felicidade. Adota-se, assim, uma "ética indolor", tornando o efêmero linguagem e regra de vida, fazendo o "parecer" tornar-se "ser", fazendo-nos imergir num mundo de aparências, de ilusão de que "ter" é "ser".

É nesse contexto cultural que se insere a questão da dor, fato da qual não podemos prescindir em nossas vidas, humanos que somos. Entendemos não ter sido fácil ao Pe. Celso Maximino José, após 25 anos de convívio e trabalho espiritual, na comunidade de Barra Bonita, declinar de uma aparente tranquilidade, digamos, do conforto de uma paróquia já estruturada e... fiel à obediência superior, iniciar uma nova caminhada. Entendemos ser o amor a Maria que o fez abraçar a comunidade das três Marias: das Graças, das Dores e Auxiliadora. Não por acaso, DEUS, em sua infinita sabedoria, pensou para Pe. Celso esse desafio. Dor de deixar uma comunidade em sua plenitude; Amor e obediência em abraçar as três Marias.

Busquemos respaldo em Chiara Lubich, que nos ensina: é preciso que o sol se ponha, para que vejamos as estrelas; é preciso que o grão-de-trigo morra, para que renasçam em vigor, em abundância os frutos, sim, os frutos nascidos da aparente perda, da aparente poda. Eis aqui suas novas sementes, Pe. Celso, sedentas de amizade, de compreensão, de diálogo. Eis aqui suas novas sementes, sedentas por aprender a perseverar na vivência do ser e não apenas do ter, sedentas da unidade que brota do fato de o acolhermos, de o respeitarmos como nosso sacerdote e nosso pastor. E por isso, entendemos que... Diante dos desafios da sociedade de hoje, marcada pelo pluralismo e pelo relativismo, o sacerdote, como homem de comunhão, deve estar preparado a construir comunidades, nas quais os cristãos poderão dar testemunho da vida cristã e, principalmente, do amor evangélico. O sacerdote, homem de diálogo, aberto a todos, testemunha credível da palavra de DEUS e da qual torna-se um anunciador. Eis O Sacerdote: Pe. Celso Maximino José. Eis sua casa: Paróquia Nossa Senhora das Graças. Eis sua comunidade religiosa, sua comunidade de fiéis, de famílias, de pastorais. Pe. Celso: um homem enamorado da Palavra de DEUS, apto a dialogar com o homem de hoje e com suas diversas propostas culturais e religiosas. Não só um pregador da Palavra, mas um vivenciador do "ser Palavra".

Peço licença a Mário de Andrade (1981, p. 170 -171) para, parafraseando, homenagear... Pe. Celso Maximino José:

Louvo o Padre, louvo o Filho,

O Espírito Santo louvo.

Isto feito, louvo aquele

Que ora chegou aos trinta e nove anos de vida sacerdotal

E no meio de seus pares

Prima pela qualidade:

O sacerdote lúcido e límpido

Que é Pe. Celso Maximino José

Louvo o Padre, o Filho, o Espírito

Santo, e após outra Trindade

Louvo: o homem, o sacerdote, o amigo, o comunicador

Que é Pe. Celso Maximino José

Louvo o Padre, o Filho, o Espírito

Santo, e após outra Trindade

Louvo: a presença, o diálogo, a verdade e a firmeza

Tão bem enumeradas pela comunidade da Paróquia São José de Barra Bonita, onde permaneceu por 25 anos. E tão bem encarnadas por Pe. Celso Maximino José. (1981, p. 170 -171). Desta forma, a comunidade das três Marias parabeniza sua caminhada de 39 anos de sacerdócio e roga a DEUS o privilégio de que aqui permaneça por muitos e muitos anos.

Teste seu Português:

01 - A temperatura deve __________ entre 18 e 25 graus positivos.

a ( ) ocilar;

b ( ) ossilar;

c ( ) oscilar;

d ( ) osilar ;

e ( ) hosilar.

02 - O atual governo precisa cuidar da ____________ das ferrovias.

a ( ) ressureissão;

b ( ) ressurreição;

c ( ) resurreissão;

d ( ) resurreição.

03 - O _________ deverá ser colocado sobre a mesa.

a ( ) castissal;

b ( ) caistiçal;

c ( ) castisal;

d ( ) castiçal.

04 - Sim, houve __________ por parte do árbitro.

a ( ) omissão;

b ( ) homissão;

c ( ) omição;

d ( ) homição.

05 - O Sr. Allan Vila é um ___________, um __________ chef de cozinha.

a ( ) pertinas - obistinado;

b ( ) pertinaiz - obestinado;

c ( ) pertinaz - obstinado.

(*) Pesquisadora do GEPEFA - Grupo de Estudos e Pesquisas sobre Famílias.

OBS.: não deixe de assistir ao "Teste seu Português", no canal You Tube ou pelo Facebook - www.facebook.com/testeseuportuguesonline Agora também na TV UNIARA, assista pelo canal aberto 55 ou tvuniaraararaquarayoutube

Respostas

Resp 1.: c - A temperatura deve oscilar entre 18 e 25 graus positivos.

Oscilar (= variar).

Resp 2.: b - O atual governo precisa cuidar da ressurreição das ferrovias.

Ressurreição (= revitalização, reativação).

Resp 3.: d - O castiçal deverá ser colocado sobre a mesa.

Castiçal (= suporte para velas).

Resp 4.: a - Sim, houve omissão por parte do árbitro.

Omissão (= negligência, não-atuação).

Árbitro (= juiz)

Resp 5.: c - O Sr. Allan Vila é um pertinaz, um obstinado chef de cozinha.

Pertinaz / obstinado (= perseverante, persistente).

OBS.: Colunista semanal dos jornais Diário do Grande ABC (SP) e Jornal de Araraquara (SP), Jornal Independente - Dois Córregos (SP), Tribuna do Norte - Natal (RN), Jornal de Nova Odessa (SP), Diário da Franca - Franca (SP) e Diário de Sorocaba - Sorocaba (SP) - Jornal de Itatiba - Itatiba (SP) - O Liberal Regional - Araçatuba (SP) - Diário da Serra - Tangara da Serra (MT).


Copyright 2017 JORNAL DE ARARAQUARA. Todos os direitos reservados. Este material não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem permissão explícita do detentor dos direitos autorais.


Regras para comentários: Respeite outros leitores de nossa comunidade, portanto faça apenas comentários inteligentes e civilizados. Não ataque outros leitores pessoalmente e utilize sempre uma linguagem de alto nível.

Login: Identifique-se para deixar um comentário Log in | Registre-se
Título:
Comentários: (Seja o primeiro a comentar)

 






Direitos Reservados (c) 2017 - JORNAL DE ARARAQUARARA LTDA