INÍCIO
BRASIL
CIDADE
CULTURA
GERAL
COLUNAS



Teste o seu Português (467)
Atualizada 11 de agosto de 17 |  Comentários -   E-mail | Imprimir | Permissões e Reproduções | Assine matérias como esta | Compartilhar no facebook Siga Jornal de Araraquara no Twitter

Profª. Drª. Terezinha Bellote Chaman (*)

"Acredito na família!

Ela é o lugar privilegiado onde a vida é transmitida,

Ambiente ideal,

Para se cultivar o amor entre as pessoas,

O fundamento da sociedade,

Local de segurança, respeito, dignidade.

Acredito na família!" (Pe. Mário José Filho, Prof. Dr.).

É com essa verdadeira profissão de fé na família que o saudoso autor, Pe. Mário José Filho, inicia sua obra: A família como espaço privilegiado para a construção da cidadania. Assim, coloca-nos diante de um cuidadoso processo de reflexão sobre a realidade da família brasileira, na contemporaneidade, nas palavras de MARTINELLI.

Seguem fragmentos:

A família nuclear moderna surge como um modelo hegemônico "ideal". E em decorrência disso, todos os arranjos familiares que não se encaixam dentro do modelo preestabelecido são considerados como "família fora da lei", que se escondem por baixo de aparências tão respeitáveis. Por intermédio dos diversos "espaços de socialização" e/ou diversos "aparelhos ideológicos", as crianças aprendem desde pequenas como "deve" ser uma família.

O que mais predomina no imaginário coletivo da sociedade é a ideia de uma família perfeita: seguidora das tradições, composta de mãe, pai e filhos, coexistindo por laços de aliança e consanguinidade, vivendo numa casa harmoniosa e destinada a ser feliz por toda vida.

Entre as principais características sobre a família na atualidade, podemos citar: - o casal se une mediante o ritual do casamento civil e religioso; - um dos objetivos desse modelo familiar é o de servir à procriação; - ao homem cabe a função de provedor da família e à mulher cuidar da educação dos filhos e da tarefa doméstica, e a reciprocidade de amor afetivo entre pais e filhos.

A família ideal faz parte dos padrões culturais da nossa sociedade, pois envolve valores, normas e práticas que se manifestam mediante objetivo e formas de agir e de pensar, sendo estes transmitidos de geração em geração. E como um padrão cultural, faz com que as pessoas façam valer as normas estabelecidas e aqueles que não se enquadram dentro das normas são punidos por mecanismos disciplinares (comentários maliciosos, fofocas e outros), que agridem a individualidade, o respeito, a honra e a dignidade das pessoas.

Atualmente, o que está em evidência é a existência de vários arranjos familiares...

Frente a isso nos deparamos cotidianamente com uma questão: estes arranjos familiares podem ou não ser considerados como família? É de suma importância levar em consideração que, muitas vezes, a nossa concepção de família caminha junto com toda uma educação clássica que atualmente não corresponde nem um pouco com "as novas regras do jogo". Podemos citar como principais arranjos familiares: - famílias com base em uniões livres; - famílias monoparentais, dirigidas só pela mulher ou só pelo homem; - divorciados gerando novas uniões; - famílias constituídas por homossexuais; - mães/adolescentes solteiras que assumem seus filhos, e mulheres que decidem ter filhos, através da "produção independente", ou seja, sem companheiro estável.

O crescimento desses arranjos familiares, põe em questão a hegemonia da família nuclear, já que ela se restringe a acompanhar o processo de mudança que vem surgindo em torno da família contemporânea. A Constituição de 1988 diz que o casamento deixa de ser eixo fundamental da família, contribuindo, assim, para a crise da hegemonia da família nuclear.

Em vez de tentar compreender a família com base na sua composição, pura e simplesmente, tomando como modelo a família nuclear, deve-se compreendê-la pelas vias do respeito, da dependência, da reciprocidade e dos valores que estão impregnados na estrutura familiar.

Teste seu Português:

01 Aquele camarada é muito _________. Dei um __________ nele, e ele ficou quieto.

a ( ) froxo isbarrão;

b ( ) froucho hesbarrão;

c ( ) frouxo esbarrão.

02 Dizem, à socapa, que esse cidadão é __________ dos poderosos lá de cima.

a ( ) cumpincha;

b ( ) cumpinxa;

c ( ) cupinxa;

d ( ) cupincha.

03 O técnico disse que o seu lateral direito já foi um jogador __________. Hoje, é um grande craque.

a ( ) medilcre;

b ( ) medíocre;

c ( ) mediucre.

04 Não gosto daquela __________ que ela tem na ponta do nariz.

a ( ) verruga;

b ( ) berruga;

c ( ) virruga;

d ( ) birruga.

05 Cante um _________ de qualquer música do Michael Jackson. Mas, você tem de fazer __________.

a ( ) trexo tregeitos;

b ( ) trecho trejeitos;

c ( ) treicho tresjeitos.

06 Pedro, pare de ______________ no guarda-roupa.

a ( ) escrafunchar;

b ( ) escrafunxar;

c ( ) escarafunchar;

d ( ) escarafunxar.

7 Que palavra você deve usar na frase abaixo:

a ( ) alarme;

b ( ) alarde.

Sem fazer __________, desenvolva todo o seu trabalho!

08 Estive às voltas com uma tal de "rebimboca da ___________".

a ( ) parafuseta;

b ( ) parafuzeta.

Como deverei grafá-la?

09 O pintor disse que precisa colocar ________, para a parede ficar __________.

a ( ) massa - massia;

b ( ) maça - massia;

c ( ) maça - macia;

d ( ) massa - macia.

10 Complete com as formas dicionarizadas:

Fernandinho é um rapaz __________ e muito ___________.

a ( ) granfino asceado;

b ( ) grã-fino asseado;

c ( ) grãfino aciado;

(*) Pesquisadora do GEPEFA Grupo de Estudos e Pesquisas sobre Famílias.

OBS.: não deixe de assistir ao "Teste seu Português", no canal You Tube ou pelo Facebook - www.facebook.com/testeseuportuguesonline Agora também na TV UNIARA, assista pelo canal aberto 55 ou tvuniaraararaquarayoutube

RESPOSTAS

Resp 1: c - Aquele camarada é muito frouxo. Dei um esbarrão nele, e ele ficou quieto.

Frouxo (= medroso).

Esbarrão (= encontrão, tropeção).

Resp 2.: d - Dizem, à socapa, que esse cidadão é cupincha dos poderosos lá de cima.

Cupincha (= protegido, afilhado, comparsa).

À socapa (= às escondidas).

Resp 3.: b - O técnico disse que o seu lateral direito já foi um jogador medíocre. Hoje, é um grande craque.

Medíocre (= pessoa de pouco talento ou merecimento).

Resp 4.: a b - Não gosto daquela verruga (berruga) que ela tem na ponta do nariz.

Verruga ou berruga (= Formas variantes).

Berruga forma popular (= pequena saliência cutânea, geralmente nas mãos e no rosto, de origem virótica).

Resp 5 .: b - Cante um trecho de qualquer música do Michael Jackson. Mas, você tem de fazer trejeitos.

Trecho (= fragmento de uma obra musical ou literária).

Trejeitos (= gestos, movimentos).

Resp 6.: c - Pedro, pare de escarafunchar no guarda-roupa.

Escarafunchar (= remexer, bulir em, revolver em). Borba 2002.

Resp 7.: b - Sem fazer alarde, desenvolva todo o seu trabalho!

Fazer alarde (= ostentar, contar vantagem).

Alarme / Alarma (= aviso de perigo, advertência).

Resp 8.: a - Estive às voltas com uma tal de "rebimboca da parafuseta".

Parafuso (= peça cilíndrica de ferro ou aço).

Escreva: Parafuso, parafusar, parafusando, parafusação, parafusador.

Portando, a expressão deve ser grafada "rebimboca da parafuseta".

Resp 9.: d - O pintor disse que precisa colocar massa, para a parede ficar macia.

Macia (= sem aspereza).

Resp 10.: b - Fernandinho é um rapaz grã-fino e muito asseado.

Grã-fino (= diz-se de um indivíduo de hábitos requintados).

Asseado (= limpo, esmerado, apurado).

OBS.: A forma granfino está registrada em Borba 2002 (à p. 781), Borba 2004 (à p. 689) ocorrência mínima.

VOLP 2009 (à p. 408) aponta apenas a forma grã-fino.

OBS.: Colunista semanal dos jornais Diário do Grande ABC (SP)~e Jornal de Araraquara (SP), Jornal Independente Dois Córregos (SP), Tribuna do Norte Natal (RN), Jornal de Nova Odessa (SP), Diário da Franca Franca (SP) e Diário de Sorocaba Sorocaba (SP) Jornal de Itatiba Itatiba (SP) O Liberal Regional Araçatuba (SP) Diário da Serra Tangara da Serra (MT).


Copyright 2017 JORNAL DE ARARAQUARA. Todos os direitos reservados. Este material não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem permissão explícita do detentor dos direitos autorais.


Regras para comentários: Respeite outros leitores de nossa comunidade, portanto faça apenas comentários inteligentes e civilizados. Não ataque outros leitores pessoalmente e utilize sempre uma linguagem de alto nível.

Login: Identifique-se para deixar um comentário Log in | Registre-se
Título:
Comentários: (Seja o primeiro a comentar)

 






Direitos Reservados (c) 2017 - JORNAL DE ARARAQUARARA LTDA