JORNAL DE ARARAQUARA
  • Fundado em 1991
  • Diretor: Geraldo Polezze
  • Vice-diretora: Marilene Volpatti
  • E-mail: redacao@jornaldeararaquara.com.br
ENTRE EM CONTATO

Exemplos para a HUMANIDADE

Escritora e pedagoga Maria Ursulina Ramalho

Caminhamos pela vida levando experiências vividas, sofridas ou não mas sempre aprendendo. Nem sempre concretizamos nossos ideais, nesse caminhar mas é necessário saber que O espaço que habitamos é destinado à eliminação das imperfeições éticas, morais e virtuais que todos trazemos.

Nossas emoções estão quase sempre à flor da pele e idealizamos o impossível em certas situações. Entretanto a realidade que nos envolve contém meios a nos esclarecer. O único que orientará nessa caminhada é a Educação.

No século XVIII encontramos um iluminado filósofo e pedagogo chamado Rousseau que nos ensina: Educação salva o indivíduo.

A virtude tem origem nas ideias e nos diálogos que antigamente tinham como objetivo a formação da cidadania, justiça e moral. Hoje as ideias estão ligadas ao mundo material desvirtuando objetivos superiores do comportamento humano e fazendo nascer o poder, orgulho, vaidade, egoísmo, enfim, a corrupção.

Na sociedade contemporânea a essência do ser humano desapareceu dando lugar ao desconhecido, a falsidade e principalmente predominância do Eu.

Mas, segundo ditado popular, o tempo tudo cura e tudo passa. Essa sociedade um dia passará. As dores passam, os amigos passam, somos passageiros num mundo organizado para esclarecer sobre o conhecimento. O conhecimento, desde que seja permitido pelas instituições contrárias aos propósitos educacionais, libertará os males que nos atacam.

Como a felicidade, a dor e a saudade passam essa realidade aviltada pelos destruidores da verdade.

Essa realidade, na qual vivemos, está descerrando o véu de um tempo obscuro para nos iluminar em direção a evolução individual e social onde o esclarecimento seja democrático, fazendo nascer um mundo novo.

Como dizia um grande professor de filosofia "a salvação é individual" mas, atinge a todos que querem a verdade destruindo a mentira, muito comum em nosso tempo. (digitação: Kate Lorraine Salustiano de Godoy)