INÍCIO
BRASIL
CIDADE
CULTURA
GERAL
COLUNAS



Abertura de negócio exige planejamento
Atualizada 30 de dezembro de 99 |  Comentários -   E-mail | Imprimir | Permissões e Reproduções | Assine matérias como esta | Compartilhar no facebook Siga Jornal de Araraquara no Twitter

Começar um negócio próprio é visto por muitos candidatos a empresário como uma alternativa ao desemprego, ao baixo salário ou à insatisfação no trabalho.

Mas será que essas são razões suficientes para se abrir uma empresa? Como saber se as chances de dar certo são boas?

Segundo o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), cerca de 80% desses empreendimentos fracassam antes de completar cinco anos.

Diante dessa realidade, o novo empreendedor deve saber que o sucesso irá exigir muito esforço e persistência.

Veja neste Especial Cidadania quais os passos iniciais para se abrir um negócio sem correr riscos desnecessários.

PASSO 1

Sou mesmo um empreendedor?

Essa é a primeira pergunta que você deve se fazer ao pensar em abrir um negócio.

De acordo com o Sebrae, o empreendedor tem de ter espírito criativo e pesquisador, buscando continuamente novos caminhos e soluções, sempre tendo em vista as necessidades das pessoas. A essência do empresário de sucesso é a preocupação sempre presente com o perfeito atendimento ao cliente e com a melhoria do produto.

Enquanto a maior parte das pessoas tende a enxergar apenas dificuldades e insucessos, o empreendedor deve ser otimista, apesar das dificuldades.

Veja se você...

- Tem iniciativa

- Busca novas oportunidades

- Corre riscos, desde que calculados

- Exige qualidade e eficiência

- É persistente

- É comprometido com suas iniciativas

- Busca informações

- Estabelece metas

- É capaz de planejar e monitorar sistematicamente o seu negócio

- Tem poder de persuasão

- É capaz de formar rede de contatos

- É independente e autoconfiante

- Conta com o apoio da sua família

Fonte: Sebrae (www.sebrae.com.br/br/parasuaempresa/definaseunegocio.asp)

PASSO 2

Quero atuar em qual ramo e setor?

Essa é a primeira e uma das mais difíceis escolhas a serem feitas. O candidato a empresário deve conhecer o ramo de atividade e o setor pretendido, de preferência por já ter trabalhado neles. Experiência, conhecimento do assunto e uma rede de contatos serão essenciais para reduzir os riscos a níveis aceitáveis. Veja os grandes ramos de atividade:

Indústria

Transforma matérias-primas, manualmente ou com auxílio de máquinas e ferramentas, fabricando mercadorias. Abrange diversos setores de atividade, desde o artesanato até a produção de instrumentos eletrônicos, passando por gráficas, calçados, vestuários, móveis, couros, serralheria/metalurgia e mecânica etc.

Comércio

Vende mercadorias diretamente ao consumidor - varejista - ou compra do produtor para vender ao varejista - atacadista. São exemplos de setores do ramo: veículos, tecidos, combustíveis, ferragens, roupas, alimentos, laticínios, armarinho.

Serviços

Oferecem o próprio trabalho ao consumidor. É o caso das lavanderias, hospitais, escolas etc. O serviço pode ser prestado nos setores de alimentação, transporte, turismo, saúde, educação e lazer, entre outros.

Como ter uma idéia de negócio?

Pesquise, estude, observe as atividades e pessoas ao seu redor. Um bom começo pode ser uma visita às idéias do Sebrae (www.sebrae.com.br/br/parasuaempresa/ideiasdenegocios.asp).

PASSO 3

Qual o tipo de negócio que desejo abrir?

Qual o formato de negócio mais adequado e compatível com a sua necessidade, conhecimento e disponibilidade?

Franquia

Franquia é o sistema pelo qual o franqueador cede ao franqueado os direitos de uso da sua marca ou patente e a distribuição exclusiva ou semi-exclusiva dos produtos ou serviços registrados por ele. É comum o franqueador ceder também a tecnologia de implantação e de administração de negócio, mediante pagamento.

Existem vários tipos de relação entre franqueado e franqueador e vários estágios de desenvolvimento de uma franquia. Quanto mais consolidada, menor o risco e maior o controle do franqueador sobre o franqueado.

Antes de investir, é fundamental conhecer todos os aspectos da franquia, tomando cuidado especial em relação às taxas a serem pagas. Procure a Associação Brasileira de Franchising (ABF) para saber mais e observe o mercado, buscando encontrar entre as melhores oportunidades aquelas que mais se aproximam de seu perfil e perspectivas.

É importante conhecer os manuais de instrução e obter informações de outros franqueados e da própria ABF. Evite fechar negócio através de intermediários, como escritórios de corretagem, seja cauteloso com franquias que não cobram taxas e não se esqueça de submeter o contrato a um advogado antes de assiná-lo.

Empresa familiar

Por envolver toda a família, ao mesmo tempo em que é beneficiada pela união e lealdade, pode ser contaminada pelas relações familiares. Exige conhecimento de ferramentas de gestão, planejamento e monitoramento.

Escritório em casa

As maiores oportunidades estão nos seguintes setores: contabilidade, cosméticos, alimentos, confecções, publicidade, computação gráfica e consultorias em geral.

As principais vantagens são: mais qualidade de vida, maior independência e iniciativa, redução de custos (empregados, alimentação, transporte, aluguéis, telefones etc.), rendimentos maiores que os de empregos e facilidade de mudança do ramo de atividade, caso haja insucesso.

Já as desvantagens são: perda de privacidade, confusão entre trabalho e lazer, tendência ao isolamento social, desatualização em conhecimentos gerenciais, dificuldades para evitar sobrecarga de trabalho, interferências de assuntos domésticos e dificuldade de obtenção de crédito, em caso de empresa informal.

Comércio eletrônico

Para o Sebrae, a maior vantagem dos negócios pela internet é que as empresas não precisam ser gigantes para competir porque pode-se vender para clientes de qualquer lugar, 24 horas por dia, com custos reduzidos.

Mas essa atividade tem uma lógica própria e exige conhecimento especializado. É necessário ter uma estrutura empresarial e cuidar especialmente da logística, que é a ciência de fazer chegar o produto certo, na quantidade, lugar e tempo certos, com o mínimo custo.

Empresa individual

Nesse tipo de empresa, a independência é total e os riscos, mais altos, embora os custos possam ser bem menores. Mesmo pequena, nenhum item do planejamento deve faltar.

Sociedade

Aqui, além de planejar, é preciso estabelecer regras claras. O contrato social deve ser redigido com cuidado para evitar desgastes futuros. É recomendável procurar um advogado na hora de formalizar a empresa.

Você sabia?

É comum o candidato a empresário pensar que, livre dos horários rigorosos do patrão, vai trabalhar menos ou em horários mais flexíveis?

Na prática ele descobre que abrir um negócio envolve trabalho bem mais árduo e responsabilidades maiores do que em qualquer emprego, muitas vezes exigindo um grande sacrifício, dele e da sua família

Você é totalmente responsável pelo cliente que cativa

O único resultado aceitável de um negócio é o "ganha-ganha": comprador e vendedor satisfeitos. Ao começar um negócio tenha em mente a responsabilidade que lhe cabe pelas expectativas do cliente.


Copyright 2017 JORNAL DE ARARAQUARA. Todos os direitos reservados. Este material não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem permissão explícita do detentor dos direitos autorais.


Regras para comentários: Respeite outros leitores de nossa comunidade, portanto faça apenas comentários inteligentes e civilizados. Não ataque outros leitores pessoalmente e utilize sempre uma linguagem de alto nível.

Login: Identifique-se para deixar um comentário Log in | Registre-se
Título:
Comentários: (Seja o primeiro a comentar)

 






Direitos Reservados (c) 2017 - JORNAL DE ARARAQUARARA LTDA