(EDITORIAL) Mais empatia na pandemia

0
66

Nesses tempos conturbados de pandemia e restrição econômica (com altíssimo nível de desemprego e negócios fechando), há uma parcela muito grande da população passando necessidade em todo o país. Araraquara, infelizmente, não é exceção nesse contexto de fome e escassez de recursos.
O contingente de necessitados foi bastante aumentado. Inclusive, com gente que, antes pertencia à classe média, acabou por cair economicamente, vendo-se na incômoda situação de pedir ajuda. As ações solidárias mostram-se ainda mais importantes, portanto.
No domingo (18, passado), Araraquara pode se comover com uma ação completamente altruísta, promovida por um grupo de voluntários. Por movimento espontâneo de pessoas tocadas pela fome alheia, houve distribuição de aproximadamente 2 toneladas de alimentos no Jardim das Hortênsias.
O grupo contou com a assistência de 30 pessoas, além de 50 doadores que realizaram essa boa ação sem buscar qualquer vantagem. O fato foi comemorado em rede social.
Trata-se de empreitada que vem somar-se a tantas outras, de pessoas anônimas, que estão efetivamente fazendo a diferença. Diferença de não esperar o Poder público, e tentar, afinal, ajudar ao próximo.
Então, que se tenha claro: seja organizando os amigos, seja ajudando um vizinho, vamos enaltecer ações como essa. Vamos estimular nossa visão empática e solidária. Em tempos tão difíceis como o de uma pandemia (na qual sequer podemos visualizar seu fim), tentar mudar nossa visão sobre o outro, sem esperar nada em troca, é exercício pessoal de humanização.
Que não percamos essa oportunidade de melhorarmos enquanto seres humanos.

Deixe uma resposta